Room

Central Tejo
Eventos especiais

Datas Anteriores

06 Out 2018 - 21 Out 2018
Ciclo de cinema e seminário
Participação sujeita à lotação da sala
Programas / Eventos
Programação da exposição "A Língua Portuguesa em Nós"

MESA LITERÁRIA: JOGO DE IMITAÇÃO

Numa comunidade formada por nove países em que o português está em contato com mais de 300 línguas autóctones, como é que a literatura faz e desfaz os seus nós? O confronto dos repertórios linguísticos, temáticos e estéticos permite traçar as afinidades, influências ou contrastes no cenário literário de língua portuguesa. Com autores que incorporam nas suas obras referências ao vastíssimo universo cultural dessa comunidade, vamos discutir o impacto que autores de um país exercem sobre os de outros e os processos de metabolismo ou de rejeição de elementos alheios.

Autores: Bruno Viera do Amaral, Golgona Anghel e Luís Cardoso
Moderador: José Mário Silva
Jovens e adultos

06 de outubro, às 16 horas

 

 

 

MESA LITERÁRIA: GRAMÁTICA DO DEVANEIO

Desejos, fantasias, medo, culpa, pulsões de vida e de morte atravessam a literatura dos convidados desta mesa. E como é que eles tratam esses temas? Com as vísceras expostas da linguagem, instaurando um novo léxico? Os autores vão analisar como apresentam ou representam a descida às zonas do corpo e do consciente dos seus personagens sem cair nas armadilhas da condenação moral ou do registo abjeto.

Autores: Ana Kiffer, Dulce Maria Cardoso e José Riço Direitinho.
Moderador: Mariana Oliveira
Jovens e adultos

13 de outubro, 16 horas

 

 

OFICINA FAMÍLIAS: SE JOGA AO JOGO DE JOGAR, JOGA-TE AO JOGO DE JOGAR COM PALAVRAS

Jogos com a língua portuguesa, poemas e trava-línguas. As atividades desenvolvidas incentivam as crianças a descobrirem a diversidade da língua portuguesa como, por exemplo, as diferentes denominações para o mesmo objeto nos países de língua portuguesa (autocarro, ônibus, machimbombo, candongueiro) e as expressõs populares de cada geografia. 

Monitor: André Teixeira Franco
Idade: dos 5 aos 10 anos + acompanhantes
Lotação: mín. 5, máx. 12
7 e 14 de outubro, às 11 horas | 20 e 21 de outubro às 11h30
Marcação

 

 

PROGRAMAÇÃO PARA JOVENS: WORKSHOP DE READY-MADES

Workshop de criação literária baseada na apropriação de palavras alheias: noção geral do conceito de ready-made, das principais influências deste movimento e da sua relação com as técnicas atuais, tais como as digitais, na radicalização da experiência com a linguagem. Na sessão serão feitos exercícios, seguidos de comentários aos trabalhos produzidos. 

Formador: João Concha
Duração: 60 minutos
Dos 14 aos 16 anos
Máximo de participantes: 25
7 de outubro, 16 horas
Marcação

 

 

PROGRAMAÇÃO PARA JOVENS: SESSÃO DE CLOSE READING

António Carlos Cortez - poeta premiado, crítico literário e professor, irá debruçar-se sobre cinco poemas de autores de Portugal, Brasil, Timor-Leste e Moçambique. A ideia é ler bem, com cadência, minúcia, respeito pelo texto. Cada poema lido será comentado. No fim da sessão haverá música, de forma a salientar o modo como a apreensão musical da poesia pode revelar aspetos menos óbvios dos sons e sentidos dos poemas. Além de exercitar o simples prazer de ler, pretende-se partilhar em grupo as experiências estéticas do ato da leitura.  

Os poemas: Os três mal amados, de João Cabral Neto; Dentro da Vida, de Gastão Cruz; A Mão, de Conceição Lima; Querem-me à Guerra, de Mbate Pedro; Comigo me Desavim, de Francisco Sá de Miranda. 

Duração: 60 minutos
Máximo de participantes: 25
14 outubro, 16 horas
Marcação

 

 

CINECLUBE CPLP
Exibição de telefilmes de Angola, Brasil,  Portugal e Moçambique (sessões de 52 minutos.

11 de outubro, 18h30 
O Dia em que Explodiu Mabata Bata
De João Luís Sol de Carvalho, baseado no conto com o mesmo nome da autoria de Mia Couto. Produzido por Promarte.

Azarias é órfão e guardião de uma manada de bois do qual se destaca o boi Mabata Bata, peça fundamental do dote que o seu tio Raúl deverá pagar pelo seu casamento. O sonho de Azarias é o de poder ir à escola todos os dias, como os seus amigos. Mas o seu tio insiste que a prioridade da criança deve ser a de guardar a manada para garantir que o casamento aconteça. Uma história de uma simplicidade comovente, baseada num conto de Mia Couto.


18 de outubro, 18h30
O Calvário de Joceline


Este filme segue a trajetória de três mulheres com percursos diferentes, mas que acabam por partilhar o mesmo destino no dia em que o edifício sede da Direção de Investigação Criminal em Luanda desabou totalmente. Acontecimentos reais que marcaram a nação angolana em 2008 e que inspiram esta ficção 10 anos depois. 


20 de outubro, 16 horas
O Dia em que as Cartas Pararam

De Cláudia Clemente, baseado no romance A Casa Azul, de Cláudia Clemente, produzido por Bando à Parte.

É a história de António, agente da PIDE, que é destacado nos anos 60 para seguir até Paris Aurora, uma jovem suspeita de oposicionismo. Os dois jovens apaixonam-se na capital francesa durante a revolta estudantil de maio de 68, mas, de regresso ao Porto, a paixão proibida termina bruscamente. Durante décadas, António escreve a Aurora cartas que ela guarda sem abrir. Quando a correspondência é inesperadamente interrompida, ambos desistem de viver.

Sessão seguida de debate com Cláudia Clemente: a
 autora e realizadora fala da experiência de transpor o livro para a linguagem cinematográfica, as perdas e ganhos nesse processo e o impacto na recepção das duas obras.

 

21 de outubro, 16 horas
A Felicidade de Margô

De Maurício Acharto d’Almeida Eça, adaptado da crónica do médico e escritor Dráuzio Varella, produzido por Conteúdos Diversos Produções Ltda.

Profissional do sexo de origem humilde, Margô conhece desde a infância as agruras da exclusão e a decorrente marginalização. Depois de ter sido encarcerada, decide domar o seu gênio intempestivo e adotar um estilo de vida diferente na metrópole paulistana, longe das drogas e da criminalidade, embora ainda limitada pelas suas condições de trabalho e desafiada pelas muitas adversidades impostas pelo seu estatuto social.

Sessão seguida de debate com Léa Teixeira: Panorama da produção e co-produção cinematográfica no espaço lusófono. Léa Teixeira falará sobre a angariação de apoios para o Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, estratégias de alargamento do circuito de exibição, de atração do público e dos principais resultados e desafios do setor audiovisual e da sua relação com a língua. Moderação de Ana Sousa Dias.

 

As biografias dos autores e moderadores podem ser consultadas aqui

 

 

SEMINÁRIO: *
A LÍNGUA PORTUGUESA "ENTRE GENTE REMOTA"

Formação acreditada no Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua (CCPFC).

 

15 DE OUTUBRO

 

Programa
15h: abertura
15h15: Testemunho (interveniente a confirmar)
 

15h15 - 16h15: PAINEL 1

O que são e onde estão os crioulos de base lexical portuguesa?
Hugo Cardoso (Universidade de Lisboa)

 

16h45 - 18h15: PAINEL 2

Os mo(vi)mentos da língua: práticas e lugares da língua em contextos da diáspora portuguesa
Maria Clara Keating (Universidade de Coimbra)

A emoção da língua: o português como elo identitário e cultural nos círculos da emigração
Elsa Lechner (Universidade de Coimbra)

 

O resumo das comunicações pode ser consultado aqui
* O programa poderá ser alvo de eventuais alterações.