Datas

Encerra
Terças-feiras
Horas
12h00 - 20h00
Curadoria
Luiza Teixeira de Freitas & Inês Grosso
Exposições

O Que eu Sou

José Barrias, Reprodução Proibida, 1995. Foto: José Manuel Costa Alves

 

Em O que Eu Sou, a dimensão autobiográfica e autorreferencial da criação artística abre-se a novas perspetivas e leituras.

Adotando o título de um poema de Teixeira de Pascoaes (publicado originalmente no livro Elegias, de 1912) a exposição assume como tema central a relação entre a definição de self (o indivíduo em si) e as ideias de arte e vida (e as suas intersecções) na produção contemporânea, questionando as diversas ligações possíveis entre os percursos biográficos e artísticos. Debruçando-se sobre conceitos como arte-na-vida e vida-na-arte, sobre os limites entre arte e vida e sobre o desejo – ou urgência – de os superar, a exposição apresenta uma seleção de obras e livros de artista, a partir da qual se compõe uma teia de encontros entre o real e a ficção.

O que eu sou é a terceira exposição de um ciclo de olhares sobre a Coleção de Arte Fundação EDP, intitulado Perspetivas.

 

Artistas Participantes
Álvaro Rosendo, António Olaio, António Sena, Carlos Nogueira, Cristina Terra da Motta, Graça Sarsfield, Helena Almeida, Horácio Frutuoso, João Pedro Vale, Jorge Molder, José Barrias, Lourdes Castro, Luísa Cunha, Maria Beatriz, Margarida Gouveia, Mauro Cerqueira, Priscila Fernandes, São Trindade, Sara Bichão, Tânia Simões, entre outros.